Notícias

Primeiro módulo de estação espacial foi lançado com sucesso pela China

O primeiro módulo de estação espacial, o Tianhe-1, foi lançado com sucesso pela China na última quinta-feira (29).

Siga-nos no Instagram

Para o lançamento, foi necessário um foguete Longa Marcha 5B, que decolou do centro centro espacial de Wenchang, localizado na ilha de Hainan.

O foguete tinha como objetivo colocar em órbita o “núcleo” da estação, que é relativamente grande, medindo 16,6 metros de comprimento e 4,2 metros de diâmetro.

Primeiro módulo de estação espacial é somente a primeira parte de um projeto maior

Outros dois módulos devem ser recebidos, e quando conectados devem formar a forma de um T.

Um dos módulos é o chamado Wentian, que significa “busca pelos céus”, e o segundo é o Mengtian (“sonhando com os céus”).

Ambos módulos contam com braços robóticos para manipular componentes externos, mas o Mengtian conta com uma câmara de descompressão para acesso ao exterior da estação.

11 missões serão necessárias para concluir a construção da estação

Para que a construção da estação seja concluída até 2022, serão necessárias mais 11 missões, sendo elas:

  • 4 missões tribuladas;
  • 4 missões de carga;
  • Lançamento de 3 módulos.

A estação espacial Tiangong-3 deverá contar com uma vida útil de 10 anos, e com futuras melhorias, poderá chegar a até 15 anos.

Além disso, ela terá apenas um quarto da massa da Estação Espacial Internacional (ISS), mas contará com um espaço reservado para experimentos internacionais em microgravidade.

O principal objetivo da estação espacial Tiangong será suprir as necessidades científicas do país, visto que já é a terceira estação espacial da China.

Primeira missão tripulada

A primeira, das quatro missões tripuladas, deverá acontecer no mês que vem, enviando três astronautas que ficarão a bordo durante três meses.

Nesses três meses, algumas tarefas de manutenção serão realizadas, além do teste dos sistemas de suporte de vida.


Fonte: Olhar Digital

Imagem em destaque: Foto/Reprodução CMS

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo